Depois de cantarem juntas no palco, Karol Conká e MC Carol levam a parceria pro estúdio e gravam música 100% feminista.

Karol Conká já cantou o feminismo na música Tombei, e Mc Carol, fala da libertação das mulheres em suas letras sempre irônicas e bem humoradas. 


Karol Conká e Mc Carol
Divulgação
Karol Conká e Mc Carol







Leia mais: Músicas que você sempre cantou errado


Mc Carol chegou a dizer em uma entrevista que não sabia, mas que sempre foi feminista. 
"Eu já era desde criança, mas não sabia que tinha um nome para isso, para essa forma de pensar. Vim descobrir há pouco tempo, acho que no ano passado, através da minha empresária. Ela me explicou o significado e eu me identifiquei. Essa música explica por que eu sou feminista, por que eu tenho essa forma de pensar. Hoje em dia, estou muito melhor, mas eu achava que, em um relacionamento, alguém tinha que bater e alguém tinha que apanhar. E, depois de tudo o que eu presenciei, eu vi que não queria ser esse tipo de mulher submissa. Eu quero bater", ela contou rindo.


Levantando bandeira


Karol Conká também não fica atrás, assim como Carol, ela é um exemplo dentro do funk e do rap, também levanta a bandeira do empoderamento feminino. Quando cantaram juntas no Lollapalooza, elas mostraram a que vieram quando cantaram no palco: "Nós, feministas, vamos levar o Brasil para frente. Aceita que dói menos!"

Karol Conká e Mc Carol no Lollapalooza
Divulgação
Karol Conká e Mc Carol no Lollapalooza




Karol Conká é uma das poucas vozes femininas que conseguiram quebrar barreiras no rap nacional, gênero em que há predominância de homens e muitas letras machistas. Já MC Carol, negra, gorda e feminista, rompe padrões de beleza em suas canções e discursos.

O novo single tem produção de Leo Justi e Tropkillaz e estará no próximo CD da funkeira de Niterói.

Ouça a música: 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.